Notícias

O IPDAL reuniu as mais altas autoridades do Turismo em Portugal, Espanha e Peru, para debater recuperação do setor.

O XII Fórum do Turismo “Portugal – América Latina”, que contou com o apoio da Deloitte, da Universidade Europeia, do BPI e da COSEC, reuniu as propostas de Rita Marques, de Isabel Oliver e de Guillermo Cortés, para que os três países mantenham o turismo como prioridade económica.

As Secretárias de Estado do Turismo de Portugal e de Espanha revelaram que se encontram a estudar protocolos de entendimento e ações conjuntas, que permitam captar mais turistas, dos principais mercados emissores. O Vice-Ministro do Peru confirmou que Portugal ainda não é um destino conhecido no seu país e que a falta de ligações aéreas diretas continua a ser um dos principais obstáculos.

O Fórum decorreu online, no dia 8 de julho 2020, e foi dedicado ao tema ‘Recuperar a Confiança’. Foram apresentadas propostas para reanimar a indústria do turismo, neste período de emergência, a partir da perspetiva do viajante; do passageiro de transporte aéreo; do empresário; do destino turístico, a nível nacional e europeu, bem como da próxima geração de profissionais.

O debate contou ainda com a participação de Cláudia Monteiro de Aguiar, Deputada ao Parlamento Europeu, Pedro Costa Ferreira, Presidente da a Associação Portuguesa dos Agentes de Viagens e Turismo (APAVT), Antónia Correia, Diretora da Faculdade de Tourism and Hospitality da Universidade Europeia, Manuela Barber, Country Manager da Iberia em Portugal, Pedro Coelho, Diretor Central do Banco BPI, e Sara Poeiras, Diretora da COSEC.

Assistiram ao Fórum os Embaixadores da América Latina e de Espanha, tal como dezenas de empresas – as principais companhias aéreas a operar em Portugal, grupos hoteleiros, agentes de viagens e tour operadores – e associações do setor, como a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP).