Notícias

Estimados Amigos,

 

2017 foi o ano em que o IPDAL mudou de imagem, de nome e expandiu para as Caraíbas. Passámos a designar-nos Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas, passando a trabalhar com 33 países da região.

Conseguimos aumentar o número de atividades realizadas, elaborar estudos e conteúdos próprios, organizar iniciativas inéditas – dentro e fora de Portugal, atrair novos parceiros, inovar nas temáticas debatidas, criar novos formatos e modelos de afirmação para os nossos patrocinadores, expandir a rede de aliados internacionais e fomos ainda capazes de trazer para as nossas discussões novos e relevantes atores públicos e privados, portugueses e estrangeiros.

Fomentámos negócios através da realização de fóruns empresariais, ajudámos os nossos parceiros a encontrar soluções para os seus diferentes desafios, continuámos a colocar a América Latina na agenda política e mediática de Portugal, descentralizámos a nossa atividade apostando em iniciativas fora de Lisboa, apoiámos mais iniciativas culturais, realizámos mais conferências nas Universidades, organizámos e participámos nos mais decisivos debates à escala global sobre a América Latina, tanto em Portugal como nos Estados Unidos, França, Reino Unido ou República Checa e ainda promovemos a América Latina na China, na Bélgica e em Marrocos.

Depois de solidificada a aposta na CPLP, tendo o IPDAL adquirido em 2016 o estatuto de Observador Consultivo, este foi o ano que mudámos de nome para Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas, bem como de imagem, e em que aumentámos ainda mais a nossa ambição: crescemos para as Caraíbas, passando a trabalhar com mais 13 Estados, sendo que muitos deles ainda não têm sequer representação diplomática em Portugal.

O Instituto passa assim a ser a única e principal organização da sociedade civil portuguesa vocacionada para o diálogo com toda a região América Latina e Caraíbas, apostando numa relação entre iguais, com respeito tanto pela soberania como pelas características específicas de cada país. Iremos trabalhar sempre pelo estabelecimento de pontes equilibradas, em que todas as partes saiam ganhadoras, seja através do diálogo interinstitucional, do comércio e do investimento, da realização de atividades culturais, de projetos de cooperação para o desenvolvimento, do fortalecimento das comunidades, da promoção da democracia e dos direitos humanos, da igualdade de género, da justiça, da paz e ainda de um maior conhecimento entre as duas margens do Atlântico.

Estamos conscientes de que a responsabilidade e a expectativa que recaem sobre os nossos ombros não param de crescer. E é também por isso que o IPDAL se diferencia e se destaca. Sentimos o peso dos compromissos que assumimos e trabalhamos diariamente para honrar a confiança dos nossos parceiros, sejam as Embaixadas, as empresas nossas patrocinadoras e parceiras, o Estado português e os seus diversos organismos ou ainda as próprias organizações internacionais com quem trabalhamos. O que partilhamos com todos é a convicção de que o IPDAL é, cada vez mais, a principal plataforma de promoção da América Latina em Portugal.

 

Estimados Amigos,

Por tudo isto, é com a satisfação de um dever cumprido e com a consciência de que os nossos objetivos para este ano foram plenamente atingidos, que agradecemos o apoio e o entusiasmo de todos.

Resta-nos assim desejar, com profunda sinceridade, um Feliz Natal e Próspero Ano Novo, cheio de alegrias nas vossas vidas pessoais e de sucessos nas instituições e empresas que representam.

 

Um abraço amigo,

Paulo Neves

Presidente