Notícias

Em carta ao Embaixador de Moçambique, o Presidente do Instituto manifestou a total disponibilidade do Instituto para ajudar o país a recuperar dos danos causados pelo ciclone Idai.

Paulo Neves reconheceu ainda que foi “com enorme pesar e consternação” que o IPDAL acompanhou as notícias sobre a destruição causada pela catástrofe. O Presidente do Instituto expressou o “mais sincero pesar pelas vítimas e desaparecidos nesta terrível situação” e manifestou os “votos de que a recuperação seja o mais rápida e duradoura possível, permitindo o regresso da normalidade às vidas das populações afetadas.”

O ciclone que se abateu sobre Moçambique no dia 11 de Março deixou centenas de mortos e desaparecidos, além de grandes carências de alimentos e produtos de saúde, bem como enormes prejuízos materiais em habitações e infraestruturas.

 

Fotografia: Josh Estey (Care/Handout) | SIC Notícias “tragédia em Moçambique: mais de 200 mortos confirmados”