Notícias

De acordo com o estudo Latinobarómetro, o Equador e a Bolívia foram os países da região que registaram progressos socioeconómicos mais significativos.

Estes progressos são relativos à perceção do público e, no geral, estes dois países foram capazes de melhorar os seus indicadores.

De acordo com o estudo de opinião pública – que há 20 anos monitoriza o desenvolvimento da democracia, economia e sociedade na América Latina – o Equador é o país onde a maioria dos cidadãos entende que a distribuição da riqueza é justa (49% da população). Na Bolívia, este número ascende aos 42%.

No que diz respeito à perceção da insegurança, destacam-se os números positivos do Equador e da Nicarágua, países em que menos de metade da população se sente insegura.

O Equador lidera ainda o ranking da qualidade da democracia – 56% da população defende que se governa para o bem da sociedade – seguido do Uruguai, Bolívia, Nicarágua, Argentina e República Dominicana.

Os resultados do estudo indicam que os países com Governos mais transparentes na região são o Uruguai (61%) e o Equador (59%). Em linha com este pensamento, 50% da população do Equador acredita que o país progrediu na redução da corrupção.

A pesquisa do Latinobarómetro é produzida há já 20 anos pelo Latinobarómetro Corporation, com sede no Chile e conta com o apoio do BID e da CAF.