Notícias

O Núncio Apostólico e Embaixadores de todo o Mundo enviaram notas de felicitações ao IPDAL pela atribuição do estatuto de Observador Consultivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

As mensagens de reconhecimento chegaram das mais variadas representações diplomáticas.

O Núncio Apostólico, representante da Santa Sé e decano dos embaixadores em Portugal, deu os parabéns “pelo reconhecimento do trabalho do IPDAL, felicito-o vivamente e faço votos para que continue a ter sucesso na tarefa que lhe está confiada.”

Segundo a Embaixadora da República da Colômbia, Carmenza Jaramillo, “este reconhecimento do órgão cimeiro da lusofonia assegura a continuidade e relevância do inestimável contributo do IPDAL para o fortalecimento das relações América Latina – CPLP”

Já o Embaixador da República Bolivariana da Venezuela, Embaixador Lucas E. Rincón Romero, informou que tal adesão significa um merecido reconhecimento do trabalho feito pelo Instituto, dignamente presidida pelo Presidente Paulo Neves, feito em favor da promoção comercial dos países em diferentes áreas geográficas.

O Embaixador Alfredo Pérez Bravo, do México, também felicitou o IPDAL, reconhecendo o compromisso, a dedicação e o empenho de toda equipa que o integra, expressando a sua inteira disposição para colaborar com o Instituto, com o objetivo de aprofundar os interesses de ambos os países.

O Embaixador do Paraguai considerou que a atribuição do estatuto ao IPDAL “certamente irá contribuir ainda mais para fortalecer os laços entre os países da América Latina, Europa e África”.

Já a Embaixadora de Moçambique, manifestou “a inteira disposição” em trabalhar com o IPDAL “no interesse comum dos países Africanos, Latino-Americanos e da CPLP”.

O Embaixador da Alemanha destacou o “valioso desempenho do instituto em prol da internacionalização da economia portuguesa”, desejando que “seja um contributo para aprofundar ainda mais os laços cada vez mais estreitos entre os países da América Latina e os Estados-Membros da CPLP”.

A Embaixadora de Marrocos considerou que este estatuto “reforça ainda mais a reputação e o prestígio” da “honrosa instituição” que é o IPDAL. A representante de Sua Majestade O Rei relembrou que dispensa sempre “um grande interesse às diversas atividades” do Instituto e declarou “não posso deixar de me regozijar por ver o IPDAL integrar uma organização tão importante como é a CPLP, à qual o meu país, o Reino de Marrocos atribui uma enorme importância, aspirando à obtenção do estatuto de observador associado”.

A Embaixadora da Tunísia classificou os esforços do IPDAL de “louváveis” e apresentou “sinceras felicitações”.

Já o Representante do Centro Económico e Cultural de Tapei, Abel Lin, considerou que “este acontecimento reflecte todo o esforço e dedicação institucional e pessoal que levou a este resultado magnífico”.