Notícias

O IPDAL organizou uma conferência com a Universidade Europeia para refletir sobre o contexto e as implicações das eleições presidenciais que decorrem na região, em 2018. 

O seminário “Ano Eleitoral na América Latina” permitiu aos vários alunos e convidados institucionais, tais como a Diretora da Organização dos Estados Ibero-americanos em Portugal, o Diretor do Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa e diplomatas latino-americanos, participarem num debate enriquecedor e de grande profundidade sobre o contexto e os possíveis significados das eleições presidenciais a decorrer na América Latina desde o final de 2017 até ao final de 2019. 15 dos 19 países da região irão escolher os seus respetivos presidentes, levantando-se a questão da coincidência – ou não – da mudança de ciclo económico com uma mudança de ciclo político.

No dia 12 de Abril, os oradores convidados foram o Professor Doutor Octavio Amorim Neto, especialista em política brasileira, a Professora Doutora Nancy Gomes, doutorada em assuntos iberoamericanos, e um representante da Embaixada de Cuba, Javier Levy Hernández.

Photo 12-04-18, 23 51 45 (2)

No âmbito da conferência, foram explicados as circunstâncias em que se encontra o cenário político no Brasil após não só o impeachment de Dilma Roussef como sobretudo a prisão do ex presidente Lula da Silva. Falou-se ainda na polarização da sociedade face às eleições e na forma como se tem comportado a economia brasileira diante desta crise. Discutiu-se ainda o contexto geral do sub-continente latino-americano, onde se destacou que a redução da pobreza, que permitiu o surgimento de uma nova classes média ainda frágil, continuará a marcar a agenda política dos vários países, tal como a integração da América Latina na globalização. Foi ainda explicado de que forma são as eleições em Cuba diferentes de todas as outras na América Latina, tendo sido asseverada uma mensagem de continuidade dos processos iniciados com Raúl Castro.

A iniciativa decorreu no âmbito da Semana Internacional da Universidade Europeia e ficou marcada ainda pela assinatura de um protocolo de entendimento entre o IPDAL e a Universidade Europeia, onde estiveram o Presidente do Instituto, Paulo Neves, e o Reitor da Universidade, Pedro Barbas Homem.